AYA Earth acontecerá com o tema A Nova Economia é Lixo Zero

No próximo dia 10 de abril, acontecerá no AYA Earth, em São Paulo (SP), a partir das 13h30 horas, o primeiro grande evento do Movimento Nova Economia, dedicado ao eixo Indústria e Materiais com o tema “A Nova Economia é Lixo Zero”. Neste primeiro encontro será celebrado o Dia Mundial do Lixo Zero (oficialmente instituído em 30/03) e que trará ao palco grandes indústrias estabelecidas no país e já comprometidas com a agenda 2030.

O fórum é organizado pela AWA Growth Partner, uma consultoria que fomenta negócios para essas empresas regenerativas, em parceria com a certificadora Zeros, única empresa capaz de conferir o selo e certificação no Brasil. O evento contará com 3 painéis que debaterão temas de extrema importância para o futuro da economia: “A Nova Economia é Lixo Zero”, “Tecnologias e tendências em gestão de resíduos entre os setores mais representados” e “Qual o valor do resíduo na nova economia?”.

Para que a discussão tenha como base números e dados atualizados do mercado brasileiro, durante o painel que abrirá o evento, será lançado o primeiro Anuário de Certificação Lixo Zero do país. Desenvolvido pela certificadora Zeros, o documento conta com mais de 100 organizações em 2023, sendo a indústria o setor mais representado, com 44% das certificações conferidas, seguido de 33% a estabelecimentos comerciais, 17% a eventos e 3% a obras e sets de filmagens.

Os dados da pesquisa são um termômetro para apontar os caminhos que o Brasil tem seguido com o objetivo de atingir as metas da agenda sustentável. O estado de São Paulo concentra a maior parte das organizações certificadas, 24%, seguido de Santa Catarina com 15%. Os estados de Mato Grosso e Minas Gerais também têm uma representação expressiva com 10% e 8% das certificações conferidas no ano.

Entre as indústrias, 39% são de alimentos e bebidas como o Grupo da Kopenhagen, Solar Coca Cola e Campari do Brasil; 24% são automotivas como Hyundai, Volkswagen e Scania; e 10% são indústrias de embalagens como Tetra Pak, Gomes da Costa e CPack. Outras empresas de setores diversos também marcam presença no anuário, como as indústrias de cosméticos, biotecnologia, combustíveis, construção civil, a exemplo de BEMA de papel, Karsten indústria têxtil, Pet Love alimento animal e Unifique tecnologia.

Todas as organizações certificadas pelo anuário estarão presentes como convidadas para o evento em reconhecimento às suas práticas sustentáveis, e ainda outras estarão no palco compartilhando suas experiências e contribuindo cada vez mais com o desenvolvimento do setor. Segundo a Confederação Nacional da Indústria, mais de 76% das indústrias brasileiras já aplicam ações sustentáveis de economia circular. “Não se pode pensar em uma nova economia, uma economia mais verde, que observe o impacto ambiental e social nas suas diretrizes fundamentais e busque viabilidade econômica para o impacto positivo, sem olharmos o resíduo pela perspectiva de compromisso e também de oportunidade”, afirma Carla Hoffmann, CEO da AWA Growth Partner e fundadora do Movimento Nova Economia.

A conscientização é o primeiro passo e buscar que todos os materiais descartados sejam projetados para se tornarem recursos para outros usarem é uma premissa dos objetivos do fórum ao longo do ano. Essa meta ética, econômica e eficiente para orientar as pessoas a mudar seus estilos de vida e práticas para emular ciclos naturais sustentáveis, é o próprio conceito Lixo Zero, também adotado pelo Movimento Nova Economia como um pilar para discutir compromissos e oportunidades relacionados aos resíduos.

Através de um sistema de análise exclusivo do Instituto Lixo Zero Brasil, empresas ou eventos podem se submeter a certificação junto a Zeros, garantindo que haja excelência e cuidado com o meio ambiente. “Ao abraçar os princípios da Certificação Lixo Zero, as indústrias não apenas se posicionam como líderes na busca por soluções sustentáveis, mas também se capacitam para enfrentar os desafios ambientais e regulatórios emergentes, fortalecendo assim sua resiliência e competitividade no mercado global. A adoção da Certificação Lixo Zero não é apenas uma escolha ética, mas sim um imperativo estratégico para as indústrias que almejam um futuro mais sustentável e próspero”, explica Mateus Peçanha, CEO e founder da Zeros.

O evento também trará à tona discussão sobre as oportunidades de desenvolvimento econômico a partir dos resíduos, observando a importância e o nível de maturidade tecnológica no Brasil e no mundo para viabilizar o reuso, além de cases de produtos disponíveis no mercado, desenvolvidos a partir do lixo por indústrias regenerativas de impacto positivo. Além disso, vale ressaltar que o evento está sendo monitorado pela plataforma ESG Pulse, quanto ao seu impacto ambiental.

Uirá Banheza de Almeida <uira.banheza@maindi.com.br>

Gostou deste conteúdo? Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Posts Relacionados

1719663267026

A sala de Certificação Lixo Zero no Congresso Internacional Cidades Lixo Zero destacou-se por promover...

nature-3289812_1920

Por Negócios & Gestão Empreendedor No próximo dia 10 de abril, acontecerá no AYA Earth,...

1712876311853

Por Revista Tae Na tarde desta quarta-feira (dia 10) foi realizado o fórum “A Nova...

gettyimages-1197196979

Por Um Só Planeta Em um mundo que produz 11,2 bilhões de toneladas de resíduos...

20240401_660b1a8428b30

Por Portal Mega Brasil A Máindi, agência dos sócios Daniel Miura, Gefferson Eusébio e Marcelo...

15-04-24-Lixo-Zero-Hyundai-1

Por QG do Automóvel A Hyundai Motor Brasil participou, na última semana, de encontro promovido...

md_8b459adb8fb37e38

Por a Unifique O Primeiro Anuário da Certificação Lixo Zero no Brasil foi divulgado e certificou a...

15-04-24-Lixo-Zero-Hyundai-1

Por A Tribuna Piracicaba A Hyundai Motor Brasil participou, na última semana, de encontro promovido...

plugins premium WordPress

Navegue no Anuário da Certificação Lixo Zero e conheça as organizações que tiveram sua gestão de resíduos auditadas.